Moradores do Jordão, na zona rural de Camaçari, pedem atenção do governo do Estado

Moradores do povoado de Jordão, na zona rural de Camaçari, fizeram uma manifestação na manhã dessa quarta-feira (20), pedindo atenção do governo do Estado sobre a situação de abandono do trecho da rodovia BA-512, que corta o local.

Foto: Reprodução Redes Sociais

Nas imagens, gravadas pelos próprios moradores, é possível ver o estado de calamidade ao qual se encontra aquele trecho da via, que liga os municípios de Camaçari e Dias D’Ávila e já foi há alguns anos, uma das principais vias de acesso entre os dois municípios.

No vídeo, eles chamam a atenção do governador do estado Rui Costa (PT), para que vejam o caos.

Manifestação hoje em Jordão a população revoltada com o abandono do governador do estado da bahia

تم النشر بواسطة ‏‎Zona rural online‎‏ في الأربعاء، ٢٠ مايو ٢٠٢٠

Em outro vídeo, o único ônibus que faz linha Camaçari – Jordão por aquela via, não consegue passar retorna. Veja o vídeo:

تم النشر بواسطة ‏‎Zona rural online‎‏ في الأربعاء، ٢٠ مايو ٢٠٢٠

E com volume de chuvas que caíram neste mês, além do efeito das águas pluviais, o rio transbordou, passou por cima da via, único acesso para quem precisa chegar em Monte Gordo, por exemplo, deixando os moradores ilhados. Problema que somente neste ano já dura um pouco mais de uma semana.

Foto: Reprodução Redes Sociais

Quando chove muito, a Barragem de Santa Helena solta água, como consequência, os rios próximos, sobretudo o rio Jordão, transborda, às vezes até atingindo residências mais próximas.

Foto: Reprodução Redes Sociais

A queixa desses moradores é antiga, e o poder público só se aproxima deles nos períodos das eleições.

تم النشر بواسطة ‏‎Zona rural online‎‏ في الأربعاء، ٢٠ مايو ٢٠٢٠
Vídeo Reprodução Redes Sociais

Quanto ao trecho que compreende as comunidades de Emboacica, situada nos limites do município de Dias D’Ávila, e Jordão, em Camaçari, as prefeituras mandam máquinas patrol, para fazerem uma espécie de tapa-buraco, o que não resolve, de fato, porque na primeira chuva, retorna ao estado primeiro.

Em resposta à nossa reportagem, a Seinfra-BA informou que vai realizar inspeção no trecho da via após o período chuvoso, para programar o serviço de manutenção:
A Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra) informa que uma inspeção no trecho da BA-512 será realizada pelo órgão a fim de programar os serviços de manutenção, assim que finalizar o período chuvoso na região.

Já a Embasa, informou que a Barragem de Santa Helena está funcionando em perfeitas condições de segurança e estrutura: “a Embasa é responsável pela operação da barragem de Santa Helena que está em perfeitas condições estruturais e de segurança. O reservatório formado tem uma função extremamente benéfica uma vez que as vazões que são liberadas são menores que os volumes que chegam à barragem. Nas épocas de chuvas intensas, a Embasa opera suas comportas no sentido de  evitar que níveis de água reservados se elevem acima do que é recomendado e ponham sua estrutura em risco”.

Sobre o risco para os moradores das proximidades do rio, a empresa afirmou que essa parte não é de sua competência:” de acordo com o código florestal, todo manancial tem áreas de preservação permanente (APP) que precisam ser respeitadas e evitada a construção de edificações nas margens dos rios. Não cumpre à Embasa dar orientação social sobre questões de ocupação e uso do solo ou de assistência social em acidentes que não foram causados por atividade da empresa”.

A Embasa informou ainda que a população deve procurar o município para “Verificar com a prefeitura municipal a existência de Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano, onde sejam estabelecidas e definidas a questão de ordenamento do uso e ocupação do solo, a fim de evitar ou remanejar construções em áreas impróprias”.

Sobre a drenagem de canais, a instituição recomenda também que a prefeitura seja procurada: “Verificar com a prefeitura municipal o desenvolvimento de ações de limpeza e desobstrução da calha do rio para melhorar o escoamento das águas”.

**Materia atualizada às 15h25, para inserção da resposta da Seinfra-BA e Embasa.

Comentários no Facebook