MP-BA anuncia contingenciamento de 30% de seu orçamento inicial em virtude do coronavírus

A procuradora-geral de justiça Norma Cavalcanti determinou o contingenciamento de 30% no orçamento inicial das unidades gestoras do Ministério Público da Bahia (MP-BA).

A medida a considera a pandemia do novo coronavírus, e decreto estadual que declara situação de emergência em todo o território baiano, com o objetivo de enfrentar o covid-19.

A determiação não se aplica a despesas obrigatórias – como folha de pagamento e benefícios – e custos provenientes de convênios celebrados.

O ato normativo assinado por Cavalcanti na última segunda-feira (23) também cita o quadro de instabilidade econômica provocada pela doença.

O documento dispõe ainda sobre uma série de medidas de redução, contenção e controle de gastos com custeio e investimento para o parquet em 2020.

A redução de gastos terá de acontecer a partir das perícias e fiscalizações; redução do consumo de água, energia e telefonia; serviços de postagens; reprografia; publicidade; combustível; e contratação de estagiários.

Entre outras medidas, também foram determinadas a suspensão de despesas com locação de imóveis, veículos, passagens aéreas, emissão e pagamento de diárias administrativas e funcionais, bem como o pagamento de horas extras.

“Deverão ser potencializadas as comunicações entre unidades do Ministério Público do Estado da Bahia por meio das ferramentas de videoconferência e comunicação instantânea disponíveis à comunidade ministerial”, afirma o texto do ato publicado nesta manhã.Informações do Bnews.

Comentários no Facebook