Nos quatro primeiros dias de Operação, PRF retira de circulação 235 condutores dirigindo alcoolizados nas estradas da Bahia

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou até o final desta segunda-feira (24), quarto dia da Operação Carnaval 2020, 235 condutores dirigindo sob influência de álcool nas rodovias federais da Bahia. Os resultados acendem um alerta sobre a consciência dos condutores a respeito do perigo da combinação consumo de álcool ao volante.

Até ontem, os policiais rodoviários federais haviam realizado 6.760 testes de alcoolemia, 37% a mais que em 2019. Quatro condutores já foram detidos por embriaguez ao volante e foram encaminhados à Delegacia de Polícia para responderem criminalmente.

PENALIDADE

O artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro prevê multa gravíssima, multa de R$ 2.934,70, sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor. O valor da multa dobra se o caso for de reincidência nos últimos doze meses. Se o índice verificado no ‘bafômetro’ for superior a 0,33mg/l, o condutor será encaminhado à delegacia para responder criminalmente.

A mesma multa é aplicada para quem se recusa a fazer o teste. Além disso, caso o policial verifique sinais de embriaguez como dificuldade no equilíbrio, olhos vermelhos, forte odor de álcool no hálito, lavra um termo de constatação e prende o condutor.

Outras condutas

Em quatro dias de operação, 11.586 veículos foram fiscalizados com abordagem e 12.307 pessoas tiveram seus documentos consultados nos sistemas da PRF. Das multas extraídas, 335 autos de infração emitidos para condutor ou passageiro sem o cinto de segurança. 266 veículos recolhidos ao pátio por apresentarem irregularidades impossíveis de serem sanadas no local ou por comprometerem a segurança dos usuários da rodovia. As equipes também emitiram 54 autos de infração para motociclistas ou ‘carona’ sem o capacete. A infração de ultrapassar em local proibido também foi alvo de fiscalização da PRF. Durante as atividades 1.089 motoristas foram autuados.

Nunca é demais enfatizar que a colisão frontal, quase sempre causada pelas ultrapassagens indevidas, é o tipo de acidente que mais fere gravemente e mata pessoas em rodovias do país inteiro, além de ocasionar perdas irreversíveis.

A infração de ultrapassar em faixa amarela contínua é infração gravíssima, com multa de R$ 1.467,35 e rende 7 pontos na carteira. Em caso de reincidência em 12 meses, a multa é dobrada.

A PRF alerta que manterá fiscalização rigorosa durante a Operação Carnaval para combater as possíveis irregularidades no trânsito como ultrapassagens proibidas e a embriaguez ao volante, infrações tidas como causadoras de acidentes graves e muitas vezes fatais. Fiscalizações específicas em veículos de carga e motocicletas, também estão entre os focos das equipes da PRF.

Qualquer usuário que presenciar situação de risco ou imprudência nas rodovias federais pode acionar a PRF através do telefone de emergência 191.

Dicas para uma viagem segura

Respeitar os limites de velocidade, manter distância de segurança em relação aos outros veículos, ultrapassar apenas quando houver plenas condições de segurança e não desviar a atenção do trânsito. Estas são algumas das principais orientações da PRF para reduzir o risco de acidentes.

A PRF também orienta os usuários de rodovias, mesmo antes de viagens curtas, a fazer uma revisão preventiva do veículo, o que inclui a checagem dos pneus, do sistema de iluminação, dos equipamentos obrigatórios, do nível do óleo e do radiador, entre outros itens.

Também é fundamental planejar a viagem, buscando evitar, na medida do possível, os horários de pico. Dirigir cansado ou com sono aumenta o risco de o motorista cometer erros. A cada três ou quatro horas de viagem, é recomendável uma pausa para descanso ou revezar a direção do veículo.

Comentários no Facebook