Oposição pede CPI para investigar suposta articulação entre procuradores e Moro na Lava Jato

O juiz federal Sergio Moro participa na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado de audiência pública sobre projeto que altera o Código de Processo Penal (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Líderes da oposição protocolaram na última quinta-feira (12) pedido de criação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar “a violação dos princípios constitucionais e do Estado Democrático de Direito, em razão da suposta articulação entre os membros da Procuradoria da República no Paraná e o então juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, tornada pública pelo site The Intercept, no mês de junho deste ano” (RCP 5/19).

Sérgio Moro compareceu à Comissão de Constituição e Justiça em julho e negou parcialidade no julgamentoPablo Valadares/Câmara dos Deputados

A série de matérias com o conteúdo do vazamento das supostas mensagens trocadas entre Moro e os procuradores ficou conhecida como “Vaza Jato”. Após a conferência de assinaturas do requerimento de criação da CPI, a Mesa Diretora da Câmara identificou 175 apoiadores, quatro a mais do que o necessário.

Encabeçam o pedido, os líderes André Figueiredo (PDT-CE)Alessandro Molon (PSB-RJ – Oposição)Ivan Valente (Psol-SP)Jandira Feghali (PCdoB-RJ – Minoria)Paulo Pimenta (PT-RS)Tadeu Alencar (PSB-PE); e Daniel Almeida (PCdoB-BA).

Para que a CPI seja criada, o requerimento deve ser lido em Plenário.

Agência Câmara Notícias

Comentários no Facebook