Pastor diz que candidato cristão deve ter cuidado com a escolha do partido

Político conservador, defensor enérgico da família no modelo bíblico e opositor ferrenho da ideologia de gênero e do aborto, o pastor assembleiano Adones explica porque escolheu o partido Republicanos para disputar uma cadeira na Câmara Municipal de Camaçari nas eleições deste ano. “Em tempos de tantas ideologias nefastas, a escolha do partido é essencial nessa luta pela preservação dos nossos valores tradicionais”, disse.

Para Adones, a ideia de muitos políticos de procurarem uma legenda “fácil” de se eleger é um grande perigo. “Muita gente vai para os partidos sem sequer ler o que essas siglas defendem e isso é perigoso. Alguns partidos apoiam coisas que vão de encontro aquilo que acreditamos e é preciso ficar atento”, explicou.

O Republicanos é um movimento político conservador, fundamentado nos valores cristãos, tendo a família como alicerce da sociedade, preservando a soberania nacional, a livre iniciativa e a liberdade econômica, encorajando o progresso tecnológico como caminho inevitável para o desenvolvimento humano.

A sigla nasceu como Partido Municipalista Renovador (PMR) e mudou para Partido Republicano Brasileiro (PRB). Em 2019, o partido passou a se chamar Republicanos, mudança essa homologada em Convenção Nacional histórica, realizada no dia 7 de maio de 2019. 

O partido é o único a possuir uma faculdade, a Faculdade Republicana, criada por meio de sua Fundação Republicana Brasileira (FRB). A instituição é autorizada pelo Ministério da Educação e está em plena atividade no Brasil. 

Desde sua criação, em 2005, o partido sempre buscou a manutenção da vida social balanceada, longe de extremos, de modo a impedir o surgimento da anarquia e seu poder individualizado, e da tirania pelo poder oligopolizado. No Republicanos, a família é defendida como a principal referência para a vida em sociedade, e ela deve ser integralmente preservada.

Trajetória de eleições

A trajetória das disputas eleitorais do Republicanos começou em 2006. Na ocasião foram eleitos 1 deputado federal, 3 deputados estaduais e o vice-presidente da República, José Alencar, que sempre será lembrado como presidente de honra do partido. Já na primeira eleição municipal, em 2008, a sigla conseguiu eleger 54 prefeitos e 780 vereadores. Nas eleições de 2010, foram eleitos 18 deputados estaduais/distritais e 8 deputados federais.

Nas Eleições de 2016, o Republicanos ampliou a força nos municípios, com a eleição de 106 prefeitos, 1.621 vereadores e 143 vice-prefeitos, inclusive com a vitória do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, no segundo turno, com 59,36% dos votos da capital fluminense. Nas últimas eleições em Camaçari, o vereador que alcançou o maior número de votos (2.366), Bispo Jair, é do Republicanos. “Nosso compromisso é integrar esse time de políticos diferenciados na postura de moralidade, ética e trato com a coisa pública”, enfatizou o pastor Adones.

Com mais de 425 mil afiliados em todo o Brasil, o partido realizou nesta segunda (31/08) a sua convenção municipal, onde definiu todos os nomes que concorrerão às eleições majoritária e proporcional em Camaçari. Para o executivo, a partido apoiará a reeleição do demista Antônio Elinaldo.

Com o nome aprovado na Convenção do Republicanos hoje, o pastor Adones acredita também que seu nome passará pelo crivo da sociedade camaçariense. “As pessoas já não suportam mais tantos políticos envolvidos com corrupção ou que nada contribuem para o bem estar social. Não foi fácil decidir colocar o nosso nome à disposição. Mas assumimos esse desafio e estamos dispostos a trabalhar com muito empenho por Camaçari, sem esquecer o nosso compromisso com Deus, com a ética e a moralidade”, destacou.

Comentários no Facebook