Paulo Carneiro promete denúncia contra ex-presidentes e diz que vai evitar o WhatsApp

O presidente do Vitória, Paulo Carneiro, afirmou em vídeo publicado pela “TV Vitória” que atitudes serão tomadas contra os ex-presidentes Ivã de Almeida, Agenor Gordilho (presidente interino de julho a dezembro de 2017) e Ricardo David. Segundo o mandatário, uma denúncia que será repassada ao Conselho Deliberativo do Leão está sendo preparada. Os dirigentes que precederam o retorno de PC ao Rubro-negro tiveram as suas contas rejeitadas. 

“Não tenho nada pessoal, estou falando funcionalmente. Vou cumprir minha obrigação estatutária. Essas pessoas passaram no clube e tiveram essas contas rejeitadas. Não por mim, foram pelos conselhos fiscais eleitos pelos sócios. Quero dizer que não há a menor chance dessas pessoas não serem denunciadas ao Conselho Deliberativo. Além das contas, quero apresentar com fatos todos os casos de gestão temerária”, disse.

Durante o pronunciamento no canal oficial do clube, Paulo Carneiro afirmou que vai evitar o WhatsApp em momentos de maior emoção para evitar a viralização de áudios, algo que se tornou rotineiro desde que reassumiu o clube. 

“Preciso ter mais cuidado, né? Já deixei de entrar em WhatsApp peço desculpas para quem nos escreve, mas não entro mais para evitar que meus momentos de intenso estresse em prol do clube sejam deturpados por esses mau elementos que cercam o Vitória. Alguns já passaram aqui, participaram desse processo de destruição e querem voltar. Não sabem o que é amar o clube, no máximo gostam do time. Não tiveram uma porta instalada. Eles tinham dinheiro e não fizeram nada”, reclamou.

Paulo Carneiro voltou a falar sobre o polêmico áudio em que responsabilizou os sócios pela situação em que o clube se encontra atualmente. Em suas palavras, o dirigente assumiu a culpa do rebaixamento para a Série C em 2005. Por outro lado, lembrou a série de conquistas do clube enquanto ele esteve no comando.

“Distorceram uma fala minha, estava em um momento de raiva e as pessoas deturparam nossa fala. Em nenhum momento responsabilizei o torcedor da situação do Vitória. Nem posso. O que falei naquele momento de intensa dificuldade é que responsabilizei os sócios que elegeram… Até entendo, foram enganados, mas não deveriam. O rebaixamento para a Série C? Sou responsável sim, assim como sou responsável pela maior quantidade de títulos da história do clube. E eu divido isso com todos os torcedores. Isso aqui é uma passagem na vida da gente”, ressaltou.

O Vitória entrou em campo no último sábado (17) e empatou com a Chapecoense em 1 a 1 na Arena Condá. No momento, a equipe treinada por Eduardo Barroca figura na 13ª posição, com 19 pontos. Informações do Bahia Notícias.

Comentários no Facebook