PF deflagra operação para combater sonegação fiscal na Bahia e mais quatro estados

Uma ação conjunta do Ministério Público Federal (MPF), da Polícia Federal (PF) e da Receita Federal do Brasil (RFB), deflagrada na manhã desta sexta-feira (29), cumpre 31 mandados de busca e apreensão nos estados de São Paulo, Pernambuco, Bahia, Rio de Janeiro e no Distrito Federal.

A Operação Apáte tem o objetivo de desarticular organização criminosa dedicada à prática de sonegação tributária fraudulenta na fabricação e comercialização de cigarros, além de crimes contra a administração Pública.

Aproximadamente 170 servidores públicos federais estão envolvidos no cumprimento das medidas, que são um desdobramento da Operação Ex-Fumo, deflagrada em 2017 em Pouso Alegre (MG), e se baseiam em elementos de prova obtidos a partir de acordo de colaboração premiada.

Durante a Operação Ex-Fumo, foi descoberto que empresários do setor cigarreiro formaram uma organização que visava a sonegação tributária de forma parasitária, por intermédio de empresas que acumularam bilhões em dívidas tributárias. Foram autorizados também sequestro de bens e o bloqueio de R$ 221 milhões.

Na manhã desta sexta-feira, o foco principal da ação foi a atuação de organização criminosa composta por advogados, contadores, operadores financeiros, “lobistas” e ex-funcionários públicos. Informações do Bnews.

Comentários no Facebook