Pódio da 5ª etapa do Sul-Americano é 100% verde e amarelo

Já com clima de ouro, prata e bronze garantidos para equipes brasileiras, o último dia de competição da 5ª etapa do Circuito Sul-Americano de Vôlei de Praia, que aconteceu neste domingo (21/4), em Guarajuba, Costa de Camaçari, foi um verdadeiro espetáculo, conduzido tão somente por equipes brasileiras de alto rendimento que deram vida a oito partidas emocionantes entre os semifinalistas e finalistas nas categorias masculino e feminino e o saldo foi um pódio totalmente verde e amarelo, o que orgulhou os torcedores brasileiros.

Sem dúvida, a última partida da tarde entre Ricardo/Vinícius (BA/SE) e Jô/Leo Vieira foi a mais emocionante do dia. Cada ponto da dupla Ricardo/Vinícius era muito comemorado, visto que a torcida do medalhista olímpico e heptacampeão brasileiro, Ricardo Santos, era grande e a vibração da galera, com certeza, motivou a equipe que ganhou por dois sets a um, e levou o ouro pra casa.

“Obrigado pela torcida, a energia que vocês passam é contagiante. Sempre que jogo na Bahia em recebo o carinho de vocês, muito obrigado”, disse Ricardo ao estender os agradecimentos a todos os envolvidos na realização do evento, e fez questão de citar a Prefeitura de Camaçari, que apoiou a iniciativa. “Espero que tenhamos aqui mais torneios internacionais para abrilhantar ainda mais este belíssimo lugar”, finalizou, se despedindo e dando um até breve aos presentes.

Com olhos atentos, o prefeito Elinaldo Araújo acompanhou as partidas finais. “Essa é uma etapa de um importante evento internacional transmitido para 8 milhões de expectadores e ao divulgar o circuito é o nome do nosso município, em especial da nossa Costa, que também é levado. Nós precisamos fomentar o turismo e apresentar ao mundo as belezas de Camaçari, que vai além dos 42 quilômetros de praias”, falou o gestor.

O secretário do Turismo, Gilvan Souza, também destacou a visibilidade do município pela realização do circuito em solo camaçariense. “Essa é uma experiência ímpar que nos orgulha muito e motiva o governo a continuar apoiando iniciativas como esta, que apresenta a nossa Costa e a nossa cultura tão rica”, disse Gilvan, ao acrescentar: “inclusive, já tem agendamento e calendário para recepcionarmos outros grandes eventos na nossa Costa”, informou, ao deixar escapar que possivelmente em 2020 teremos um mundial de vôlei de praia sediado em Guarajuba.

A pasta de Esporte, Lazer e Juventude (Sejuv) estava representada no Sul-Americano pelo secretário Sessé Abreu, que destacou a parceria entre a Secretaria do Turismo (Setur) e a Sejuv para sediar a 5ª etapa do evento. “Camaçari é um município grande e de peso no cenário nacional, e nós precisamos responder à altura, inclusive sob a perspectiva esportiva e turística, e está aí a resposta”, declarou ao enfatizar a coesão do governo que está centrado em criar ações intersetoriais para fortalecer as ações do governo. “Nossa gestão está preocupada em desenvolver ações que melhorem a vida da população e coloque Camaçari em evidência e atraia cada vez mais investimentos”, concluiu Sessé.

O evento

O Circuito Sul-Americano conta com atletas de oito países, além do Brasil. O torneio em Camaçari contou com a participação de 32 duplas, sendo 16 femininas e 16 masculinas, divididas em quatro grupos. O evento é composto por cinco etapas regulares e dois torneios ‘Finals’, um para o masculino e outro para o feminino.

As etapas foram realizadas em São Francisco do Sul, em Santa Catarina, Coquimbo, no Chile, Lima, no Peru, Brasília, no Distrito Federal, e por fim em Camaçari. Os torneios ‘Finals’ ainda não possuem data e nem locais previstos para serem realizados. A participação no Sul-Americano vale pontuação para o circuito mundial, um dos quatro caminhos para a classificação aos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Os pontos obtidos em cada etapa vão para o país, de acordo com a classificação final da melhor dupla de cada nação nos eventos. Ao final, os pontos são somados e o país na liderança do ranking é declarado campeão geral. O Brasil lidera o ranking feminino, com 800 pontos, e aparece dividindo a primeira posição com o Chile no masculino, com 700 pontos.

Partidas (21/4)

Apenas equipes brasileiras passaram para fase semifinal da 5ª etapa do Sul-Americano.

SEMIFINAL – MASCULINO

Ricardo/Vinícius (BA/ES) 2 x 0 Maia/Vinícius Cardoso (RJ) – (24/22 e 21/16)

Jô/Léo Vieira (PB/DF) 2 x 0 Rafael/Renato (PB) – (25/23 e 21/13)

SEMIFINAL – FEMININO

Andressa/Diana (PB/RJ) 2 x 1 Juliana Simões/Aline (PR/SC) – (21/23 – 21/19 – 15/9)

Tainá/Victoria (SE/MS) 2 x 0 Carol Horta/Ângela (CE/DF) – (31/29 e 21/16)

DISPUTA PELO BRONZE – MASCULINO

Maia/Vinícius Cardoso (RJ) 2 x 1 Rafael/Renato (PB) – (21/14 – 21/23 – 17/15)

DISPUTA PELO BRONZE – FEMININO

Juliana Simões/Aline (PR/SC) 1 x 2 Carol Horta/Ângela (CE/DF) – (19/21 – 21/18 – 12/15)

FINAL FEMININO

Tainá/Victoria (SE/MS) 2 x 0 Andressa/Diana (PB/RJ) – (21/12 e 21/17)

FINAL MASCULINO

Ricardo/Vinícius (BA/ES) 2 x 1 Jô/Léo Vieira (PB/DF) – (18/21 – 21/17 – 15/13)

Ascom Prefeitura de Camaçari

Comentários no Facebook