Polícia Identifica envolvidos em hostilização no Gre-Nal

A Polícia Civil gaúcha conseguiu identificar os envolvidos na confusão que ocorreu durante a partida entre o Internacional e Grêmio, no Beira-Rio, no último sábado (20). O jogo terminou empatado por 1 a 1. Os envolvidos no caso, foram chamados a prestar esclarecimentos na delegacia.  

As imagens do circuito interno do estádio revelaram pelo menos quatro pessoas envolvidas nas agressões, entre elas uma mulher que aparece como principal agressora ao lado de outros dois torcedores e um quarto homem que seria funcionário do Colorado.

O Ministério Público também abriu investigação para apurar os fatos do problema no Gre-Nal. Cumprindo os procedimentos legais, serão feitas apurações que, dentro de um prazo de 90 dias, pode ou não levar a uma investigação criminal com imputação de responsabilidade.

O que se sabe até o momento

Como a torcedora e seu filho gremistas não conseguiram comprar ingresso para o chamado “setor misto”, mesmo assim fizeram questão de ir ao estádio adquirindo entradas para uma área que seria unicamente de torcedores da casa com o marido da vítima, também gremista, que ficou em outro setor.

Um vídeo veiculado pelo jornal ‘O Sul’ demonstra ela comemorando e fazendo provocações voltadas ao torcedor adversário em geral pelo empate no confronto junto com seu filho. Revoltados, a agressora e outras três pessoas chegaram próximas ao local onde estava a vítima e, além de hostilizar a mulher, arrancaram a camisa do Grêmio que estava com o filho.

Logo na sequência, funcionários do Inter aparecem para retirar a gremista do local e, já quando estavam na parte externa do estádio, a camisa foi devolvida ao pequeno torcedor.

*Com informações do Portal R7

Comentários no Facebook