Policiais civis suspendem paralisação após decisão da Justiça

foto: Reprodução

O Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc) cancelou a paralisação de 24h que faria nesta quarta-feira, 12, após o Tribunal da Justiça da Bahia (TJ-BA) declarar que o ato seria ilegal. Caso a paralisação acontecesse, a multa diária seria de R$30 mil.

Ao Portal A Tarde, o presidente do Sindpoc, Eustácio Lopes, afirmou que a greve aconteceria porque o órgão não está cumprindo os protocolos de biossegurança para prevenção da Covid-19. Ainda conforme Lopes, até água está faltando nas delegacias do estado.

Outra acusação do sindicato é que os testes para detectar a Covid-19 foram proibidos de serem realizados. A Polícia Civil foi questionada sobre as acusações do sindicato, porém, até o momento, não retornou o contato.

Apesar da suspensão, o Sinfpoc protocolou na manhã desta terça-feira, no prédio Governadoria no Centro Administrativo da Bahia (CAB), um ofício pedindo que o governador determine a implementação das medidas de segurança

Em toda Bahia, seis policiais civis já morreram de coronavírus e 493 foram infectados, conforme dados do Sindpoc. Atualmente, dos 5.436 funcionários da Polícia Civil, cerca de 4,7 mil estão trabalhando na instituição. Informações do Portal A Tarde.

Comentários no Facebook