Por causa do coronavírus, vigilantes suspendem greve na Bahia após 14 dias de paralisação

Os vigilantes que prestam serviço em várias instituições da Bahia terminaram, na tarde de hoje (24), uma paralisação que durou 14 dias. De acordo o presidente do Sindvigilantes/Ba e da CNTV-Confederação Nacional dos Vigilantes, Jose Boaventura, em entrevista ao Metro1, a categoria vai manter estado de greve, mas sem paralisar.

“Considerando a calamidade pública e a necessidade de cuidarmos dos equipamentos, dos trabalhadores, uma vez que a categoria está entre as essenciais pelo governo federal, cobramos das empresas equipamentos, máscaras, luvas, e boa parte das empresas não estão cuidando”, disse.

A partir de 7h de amanhã (25) os trabalhadores voltam a trabalhar. Informações do Metro1.

Comentários no Facebook