Prévia da inflação na RMS tem segunda queda consecutiva, diz IBGE

Porto Alegre - Cédulas falsas com o número de série repetido. Polícia Federal deflagou a Operação Inkjet 2, para desarticular um grupo que fabricava e comercializava dinheiro falsificado (Daniel Isaia/Agência Brasil)

No mês de setembro, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que funciona como uma prévia da inflação oficial do mês, ficou em -0,04% na Região Metropolitana de Salvador (RMS), segundo dados divulgados hoje (24) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O indicador teve a segunda deflação seguida na região, após apresentar queda de -0,13% em agosto.

Além de ter ficado abaixo da média nacional (0,09%), o IPCA-15 de setembro na RMS (-0,04%) foi o segundo índice mais baixo dentre as 11 áreas investigadas, maior apenas que o verificado na Região Metropolitana do Rio de Janeiro (-0,10%).

Com o resultado, o IPCA-15 da RMS acumula alta de 2,57% no ano de 2019, passando a ficar abaixo da média nacional (2,60%). Nos 12 meses encerrados em setembro, o indicador está em 3,15%, mantendo-se também abaixo do verificado no país como um todo (3,22%).

Entre os nove produtos e serviços que compõem o índice, a principal influência para a queda veio do grupo alimentação e bebidas (-0,58%), que apresentou a segunda deflação seguida, com destaque para os alimentos consumidos em casa (-1,20%). Os preços do grupo saúde e cuidados pessoais também mostraram sua segunda queda média consecutiva (-0,28%). Informações do Metro1.

Comentários no Facebook