PRF frustra ações criminosas de receptadores de veículos roubados

A Polícia Rodoviária Federal na Bahia recuperou este ano 738 veículos que circulavam com registro de roubo/furto pelas rodovias federais que cortam o estado. O levantamento realizado até 27/10 representa um aumento de quase 88% em comparação ao mesmo período de 2019, quando foram recuperados 393 veículos.

A atuação rápida e eficiente dos policiais rodoviários federais teve como característica a ostensividade e abordagens mais assertivas, fruto do processo de reorientação da atividade de policiamento, emprego de técnicas de identificação veicular, capacitação do efetivo, ações de inteligência, tecnologia e a expertise dos PRFs, conscientes da missão institucional de proteger a sociedade.

Em Simões Filho, na manhã desta terça-feira (27), por volta das 10h20m, no km 604 da BR-324, na Grande Salvador, foi realizada a abordagem de um caminhão cegonha, que transportava veículos de passeio.

No decorrer da fiscalização a equipe da PRF constatou que entre os veículos transportados, um VW/Gol 1.0 apresentava fortes indícios de fraude, como adulteração nos sinais de identificação veicular. Além disso, a equipe também verificou que o carro estava acompanhado por CRLV falsificado, sendo verificado em um primeiro momento que o padrão dos caracteres impressos no documento, era diferente do utilizado pelo órgão de trânsito.

Durante análise minuciosa no Gol, foram encontradas adulterações no automóvel. Após consulta ao sistema de dados, os policiais observaram se tratar na realidade de um carro roubado há dois dias (25/09), no estado de São Paulo.

Segundo o motorista da carreta, um homem de 33 anos, relatou não ter conhecimento das irregularidades apresentadas. Disse ainda, que é apenas funcionário da empresa proprietária do caminhão cegonha e que embarcou os veículos em Salvador (BA) com destino a cidade de São Paulo (SP).

Em Vitória da Conquista, equipe da PRF fazia fiscalização na altura do quilômetro 16 da BR 116 (anel viário), quando avistou o condutor de uma Hilux SW4 realizar uma manobra brusca na rodovia como se quisesse escapar da abordagem policial. Desconfiados, os PRFs seguiram no encalço do utilitário e logo em seguida encontraram o veículo abandonado no pátio externo de um posto de combustível. Foi acionado os serviços de guincho e a SW4 foi recolhida a unidade operacional (UOP) da PRF. Dentro do veículo fora encontrado um CRLV, referente ao exercício 2019, com indícios de falsificação. Durante a fiscalização detalhada, os agentes constataram sinais de adulterações no chassi e no motor e com técnicas de identificação veicular e descobriram que se tratava de um veículo clonado, pois o original possuía ocorrência de roubo registrada no estado de São Paulo. As placas foram trocadas para tentar ‘burlar’ fiscalizações da polícia. O condutor de 38 anos se apresentou pouco tempo depois no posto da PRF e relatou que decidiu evadir-se por não estar com os documentos de porte obrigatório. Ele foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Vitória da Conquista (BA), pelos crimes de receptação e uso de documento falso estão previstos no Código Penal.

Já em Feira de Santana, às 21h00, de segunda-feira (26) foi dada ordem de parada a um veículo Chevrolet/ Corsa Classic, conduzido por um homem de 40 anos. Ele estava acompanhado de uma mulher de 33 anos que apresentou nervosismo incomum e desconforto com a abordagem policial. Ao verificar os elementos identificadores do carro e comparar com a consulta realizada nos sistemas da PRF e órgãos fiscalizadores, constatou-se que o veículo possuía adulterações nos caracteres identificadores e com técnicas de análise criminal em fraudes veiculares, os PRFs perceberam elementos que indicavam outro veículo, da mesma marca e modelo, porém estava com placas clonadas. Após consulta ao sistema de dados, os agentes constataram que o veículo possuía ocorrência de roubo, registrada em 23/08/2020 na capital baiana. Aos policiais a passageira relatou que entregou dinheiro ao seu namorado para que ele comprasse o veículo. A ocorrência foi apresentada a autoridade policial de plantão da Polícia Judiciária, para formalização do flagrante delito referente ao crime do art. 180 (receptação) do CTB.

Também em Feira de Santana (BA) durante patrulhamento na rodovia, policiais rodoviários federais receberam a informação da ocorrência de furto de uma caminhonete ocorrido momentos antes na cidade de Lauro de Freitas e que o veículo, possivelmente, estivesse transitando na região de Amélia Rodrigues. Prontamente, a equipe iniciou diligências e na altura do quilômetro 532 da BR 324, visualizaram uma Ranger com as mesmas características que se encontrava abandonada. O automóvel foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil para registro da recuperação e posterior devolução ao seu legítimo proprietário.

Sistema SINAL

Com o sistema SINAL, o cidadão que tiver seu veículo roubado, furtado, com perda de sinal, em seqüestro ou clonado, poderá fazer um cadastro do referido veículo no portal da PRF. Para cadastrar casos de roubo ou furto de veículos, as pessoas podem acessar o site www.prf.gov.br/sinal e inserir informações sobre o crime e as características do automóvel. De imediato, uma mensagem é enviada para os celulares dos policiais que estejam mais próximos da ocorrência, para auxiliar na recuperação do veículo. Vale ressaltar que o registro no sistema não substitui a confecção do Boletim de Ocorrência na Polícia Civil.

Comentários no Facebook