Primárias democratas: Superterça consolida luta entre Biden e Sanders

O ex-vice-presidente norte-americano no governo Obama, Joe Biden, venceu em nove dos 14 estados que votaram para escolher o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos (EUA) na Superterça-feira. Ele venceu no Texas, na Carolina do Norte, em Massachusetts, Minnesota, Oklahoma, no Arkansas, Tennessee e na Virginia. Biden também está à frente no Maine, onde ainda se contam os votos. Já Bernie Sanders venceu no Colorado, em Utah, Vermont e está à frente na contagem dos votos na Califórnia.

A Superterça elege 1.300 dos 1.991 delegados para garantir a convenção democrata, que escolhe o candidato do partido à Casa Branca, em julho. Até agora, Biden conta com 323 delegados e Sanders com 214.

Nesta fase, a Califórnia, que elege 415 delegados, é o estado que escolhe mais representantes para a convenção de julho, que vai ocorrer em Milwaukee. O segundo é o Texas, que distribui 228.

Biden chegou a mais de 50% dos votos em dois dos 14 estados: Alabama, onde conquistou 63%, e a Virginia, com 53%. Já Sanders só passou dos 50% em seu estado natal, Vermont, onde conseguiu 51%.

Joe Biden, cuja campanha era vista pelos analistas como “quase morta” há uma semana, ressurgiu no sábado (29) com grande vitória na Carolina do Sul e venceu agora Bernie Sanders na maioria dos estados do Sul.

Nas duas próximas semanas, a campanha vai continuar em ritmo acelerado. No dia 17 de março ocorrem as primárias no estado da Florida, onde serão eleitos mil delegados. Antes, em 10 de março, serão realizadas nos estados de Idaho, Michigan, Mississippi, Missouri, Dakota do Norte e Washington.

Apoio a Joe Biden

Nas últimas horas, alguns dos principais nomes, como Pete Buttigieg, Amy Klobuchar e Beto O’Rourke, abandonaram a corrida e declararam apoiar o ex-vice-presidente norte-americano de Barack Obama.

O grupo de candidatos mais bem posicionados nas pesquisas está agora reduzido a quatro nomes: Bernie Sanders, Joe Biden, Elizabeth Warren e Michael Bloomberg.

A Superterça foi decepcionante para os outros três democratas ainda na corrida: a senadora Elizabeth Warren, o bilionário Michael Bloomberg e o congressista Tulsi Gabbard.

O futuro da campanha presidencial da senadora Elizabeth Warren é incerto, depois de ter terminado em terceiro nas primárias democratas de terça-feira em seu estado, Massachusetts.

Warren terminou atrás do ex-vice-Presidente Joe Biden, que venceu a primária de Massachusetts, e do senador Bernie Sanders.

Para além dos resultados fracos nos quatros Estados que foram a votos antes da Super Terça-Feira, a senadora nunca terminou acima do terceiro lugar. Os resultados de terça-feira podem acelerar sua saída da corrida, aponta a agência de notícias AP.

Também o multimilionário Michael Bloomberg, que optou por não se apresentar nos primeiros Estados e entrar só na corrida à nomeação democrata na Super Terça-Feira, obteve resultados muito abaixo das suas expectativas, depois de ter gastado mais de 500 milhões de dólares na sua campanha.

O candidato eleito pela convenção do Partido Democrata vai disputar com Donald Trump nas eleições presidenciais de 3 de novembro.

O presidente dos Estados Unidos venceu, sem surpresas, a Superterça do Partido Republicano.

*Emissora pública de televisão de Portugal

Comentários no Facebook