Salvador: Prefeitura anuncia 100% da frota em horários de pico a partir desta terça

O prefeito ACM Neto anunciou a disponibilização de 100% da frota de ônibus em horários de pico já a partir desta terça-feira, 27. Os 2.214 veiculos que compõem a frota da capital baiana estarão nas ruas das 5h30 às 8h30 e das 16h30 às 19h30 a partir das principais estações de transbordo da cidade: Lapa, Pirajá, Mussurunga e Acesso Norte.

Em coletiva na manhã desta terça, o prefeito anunciou as medidas, que incluem ainda o reforço em alguns dos principais corredores da cidade, as avenidas Suburbana, São Rafael e Silveira Martins. Segundo Neto, o anúncio não possui relação com a ação anteriormente ajuizada pelo Ministério Público, que pediu o retorno da frota integralmente, e foi negociado com os empresários do setor.

“Tudo está amparado pelo TAC. E temos um acordo que formaliza as decisões diretamente com os empresários. Uma coisa está vinculada a outra e tudo foi feito com o devido acompanhamento”, afirmou.

Situação da CSN

Neto falou ainda sobre a situação da intervenção feita pela prefeitura na Concessionária Salvador Norte, uma das três bacias do transporte público da capital. De acordo com números divulgados pelo prefeito, R$107 milhões foram injetados nas três bacias para garantir a manutenção do serviço e evitar a quebra das empresas.

Desse montante, R$55 milhões foram dedicados para a intervenção municipal na CSN e outros R$47 milhões foram destinados para suprir a diferença entre os custos operacionais e a arrecadação das empresas restantes. A prefeitura também investiu R$5 milhões na compra de vales-transportes para uso em programas sociais pós-pandemia.

“Não tivemos alternativa. Se não fosse esse pacote de aportes que a Prefeitura está fazendo, haveria risco de colapso do serviço. Invariavelmente as outras duas bacias também teriam quebrado e a prefeitura estaria, em regime de intervenção, controlando as 3 bacias”, afirmou o gestor que descartou um novo aumento de tarifa como forma de reforçar o caixa das empresas.

O prefeito garantiu ainda que a renovação da frota, algo prometido pelas concessionárias no último acordo que decretou aumento na tarifa, começará ainda neste ano. “Não abro mão deste acordo. A partir de dezembro, novos veículos começam a chegar e isso ocorrerá até abril do ano que vem”, ratificou o gestor que negou ainda o uso de dinheiro público em qualquer renovação na frota da CSN.

“Até que haja uma solução quanto à CSN, isso estará a cargo das outras duas concessionárias. A prefeitura não irá colocar dinheiro público na compra de novos veículos e temos o desejo  que a intervenção cesse o quanto antes. O foco é garantir ônibus nas ruas, a segurança dos rodoviários e uma solução mais econômica para a cidade. Não podemos antecipar os próximos passos em relação à CSN, mas não será uma bomba armada para estoura no colo do meu sucessor”. Informações do Portal A Tarde.

Comentários no Facebook