Semestre suplementar online da Ufba começa em setembro; saiba mais


O semestre suplementar online da Universidade Federal da Bahia (Ufba) será realizado de 8 de setembro até 18 de dezembro deste ano. O reitor da universidade, João Carlos Salles, assinou a medida no dia 24 de julho e a informação foi publicada no site da universidade na última terça-feira (28).

O período de aulas, que vai durar cerca de três meses, foi aprovado pelo Conselho Superior, de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe).

O conselho aprovou o semestre suplementar remoto em julho deste ano, já que as aulas presenciais estão suspensas até o final do ano. De acordo com a Ufba, o semestre suplementar de atividades online será feito em caráter emergencial e e excepcional.

O semestre suplementar não compromete os semestres presenciais de 2020. Além disso, o período letivo de 2020.1 será mantido no sistema acadêmico até a definição de novo calendário acadêmico presencial.

A carga horária total dos componentes curriculares em que o estudante se inscrever não poderá ultrapassar o limite de 204 horas para aqueles que fazem cursos de pós-graduação e de 340 horas para os alunos de cursos de graduação, exceto quando se tratar de provável concluinte no semestre 2020.1 ou de situações extraordinárias.

Ainda segundo a Ufba, todo docente deverá participar de atividades acadêmicas oferecidas no semestre suplementar, assumindo um mínimo de 4 horas semanais em componentes curriculares ofertados ou atividades extracurriculares aprovadas pelo Departamento ou Coordenação Acadêmica, passíveis de posterior aproveitamento pelo respectivo colegiado.

Segundo a instituição, o semestre suplementar foi a alternativa encontrada para retomar atividades, protegendo a vida de docentes, discentes, técnicos e terceirizados, já que a pandemia do novo coronavírus está se estendendo por período mais longo do que se poderia supor em março, quando a Universidade, seguindo as orientações sanitárias, decidiu pela suspensão das atividades acadêmicas e administrativas presenciais.

A Administração Central propôs um semestre suplementar de atividades online, com oferta de componentes curriculares e complementares de ensino, pesquisa e extensão, adaptados ou especialmente concebidos para tal formato e que podem, inclusive, quando oportuno, ser ministrados conjuntamente por vários docentes, com compartilhamento de carga horária, sendo garantidos aos estudantes adesão e desligamento facultativos e posterior integralização de carga horária curricular.

A Ufba informou que tem empreendido várias gestões junto ao governo federal para garantia de acesso a estudantes em condição de vulnerabilidade e tem trabalhado institucionalmente para disponibilizar outros recursos disponíveis para os estudantes que não têm condições adequadas de estudo, equipamentos e acesso à internet nos locais onde moram. Informações do G1.

Comentários no Facebook