Senador baiano gastou mais de R$ 500 mil de verba pública em firmas da família e de assessor

O senador Ângelo Coronel (PSD), ex-presidente da Assembleia Legislativa, gastou gastou R$ 566 mil em recursos públicos com empresas de comunicação que pertencem a seus familiares e a um ex-assessor. A informação foi divulgada pela Folha de S. Paulo, nesta segunda-feira (30).

Segundo a reportagem, os gastos foram entre 2015 e 2018, quando ele era deputado estadual. Foram 11 ordens de pagamento no valor total de R$ 173 mil para a BS2 Marketing e Publicidade. A empresa pertence à Corel Brasil Holding, conglomerado que tem como presidente Angelo Mario de Azevedo Martins Filho, um dos filhos do senador.

A Corel Brasil Holding tem como acionista único a Jet International Trading, offstore que tem o próprio Ângelo Coronel como diretor-presidente. Ele nega que tenha usado a verba de forma irregular.

Além da BS2 Marketing e Publicidade, Angelo Coronel gastou outros R$ 392 mil da verba da cota parlamentar com a XYZ Comunicação e Marketing. A empresa pertence a Marcelo Cerqueira dos Santos, que atuou assessor do Angelo Coronel na Assembleia Legislativa da Bahia.

Marcelo também atua como diretor em quatro empresas controladas pelo grupo Corel, que pertence à família do senador. 

Em nota, o senador Angelo Coronel afirmou que as empresas prestaram serviços de divulgação de mandado parlamentar e destacou que esta “deve ser confiada a pessoas de estrita confiança por ser estratégica para o mandato”.
 
Sobre a contratação da BS2 Marketing e Publicidade, ele diz que a firma “era dirigida por Marcelo Cerqueira dos Santos, que não é membro da família”. Em relação à da contratação da XYZ Comunicação e Marketing, o senador afirma que possui relação apenas comercial com a empresa, “que foi contratada legalmente”.
 
O senador ainda diz que Marcelo Cerqueira dos Santos “não cuida dos negócios particulares do senador”. As informações são do Jornal Correio.

Comentários no Facebook