Sobe para 10 nº de casos confirmados do coronavírus na Bahia; ao todo são 587 suspeitos

Diagnóstico laboratorial de casos suspeitos do novo coronavírus (2019-nCoV), realizado pelo Laboratório de Vírus Respiratório e do Sarampo do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), que atua como Centro de Referência Nacional em Vírus Respiratórios para o Ministério da Saúde - Divulgação/Josué Damacena (IO

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou o 10º caso de contaminação por coronavírus, na tarde desta segunda-feira (16).

O paciente é um homem de 43 anos, de Porto Seguro, no sul do estado. Ele que trabalha na casa de uma das pessoas que estava no casamento realizado em Itacaré. Essa pessoa, que não é da Bahia, também teve o diagnóstico positivo para a Covid-19.

Ainda segundo a Sesab, o paciente de Porto Seguro está assintomático. A secretaria não detalhou se ele está em isolamento domiciliar.

Dos casos registrados na Bahia, até esta segunda-feira (16), cinco foram na cidade de Feira de Santana, quatro na capital e um em Porto Seguro.

A primeira paciente infectada no estado foi liberada de isolamento domiciliar, na sexta-feira (13). Ela passou por um novo exame do coronavírus, e o resultado deu negativo para o vírus.

Notificações

A Bahia registrou 587 casos suspeitos de Covid-19 (coronavírus), de janeiro até as 17h de segunda-feira (16), quando o último boletim da Sesab foi divulgado.

Desse total, 10 foram confirmados, 249 foram descartados e 328 aguardam análise laboratorial. Ao todo, 26 municípios da Bahia fizeram notificações oficiais. O diagnóstico positivo para o novo coronavírus pode cursar com grau leve, moderado ou grave.

A depender da situação clínica, pode ser atendido em unidades primárias de atenção básica, unidades secundárias ou precisar de internação. Mesmo definindo unidades de referência, não significa que ele só pode ser atendido em hospital.

Os casos graves devem ser encaminhados a um hospital de referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar. Informações do G1 Bahia.

Comentários no Facebook