Trabalhadores dos Correios rejeitam proposta e mantêm estado de greve

Os funcionários dos Correios permanecem em estado de greve nesta quinta-feira, 1º. Os trabalhadores adiaram a deflagração da greve para continuar com as negociações com o Tribunal Superior do Trabalho (TST), após a proposta apresentada pelo vice-presidente TST, ministro Renato de Lacerda, não ter sido aceita pelos trabalhadores, durante a audiência em Brasília, nesta quarta, 31.

As propostas do órgão são que o acordo coletivo vigente seja prorrogado até 31 de agosto, incluindo a garantia dos serviços de Emergência e Urgência para os pais dependentes no plano de saúde. 

Os trabalhadores continuam com a mediação do TST e esperam que a empresa apresente uma proposta satisfatória a categoria.

A Tarde

Comentários no Facebook