Três homens são condenados à prisão em Camaçari por homicídio motivado por homofobia

O Tribunal do Júri do Município de Camaçari condenou ontem, dia 27, Adan Jorge Araújo Benevides a 26 anos, Adriano Santos Lopes a nove anos e três meses e Douglas dos Santos Estrela a 14 anos de prisão, pelo homicídio de José Leonardo da Silva e tentativa contra seu irmão José Leandro da Silva. Segundo a denúncia oferecida pelo Ministério Público estadual, o crime foi motivado por homofobia, já que os agressores acreditavam que os irmãos eram um casal homossexual. A denúncia foi sustentada pelo promotor de justiça Bruno Sanfront. 

O crime ocorrido em 24 de junho de 2012 foi tipificado no artigo 121, parágrafo 2°, incisos I e IV e artigo 14, inciso II, que caracteriza um homicídio de forma tentada e outra consumada. De acordo com a denúncia, o crime aconteceu próximo ao Motel Kamassary, por volta das 04:30 da manhã. Os agressores utilizaram golpes de faca, socos, chutes e pedras. A sentença foi proferida pelo juiz Waldir Viana Ribeiro Junior.

Fonte: MP-BA

Comentários no Facebook