TST declara ilegal e abusiva greve dos petroleiros

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) considerou a greve dos petroleiros ilegal e abusiva. A paralisação da categoria completou 17 dias, nessa segunda-feira, 17.

Na decisão, o ministro Ives Gandra Martins declarou que “o movimento dos petroleiros tem motivação política e desrespeita ostensivamente a lei de greve e as ordens judiciais de atendimento às necessidades inadiáveis da população, em seus percentuais mínimos de manutenção de trabalhadores em atividade”.

Em nota, a Petrobras informou que já notificou as entidades sindicais e aguarda o retorno dos grevistas ao trabalho imediatamente. A estatal voltou a garantir que não há impactos na produção de petróleo e de combustíveis em função da greve. Informações do Portal A Tarde.

Comentários no Facebook