Vitória estreia na Copa do Nordeste neste sábado

Foto: Letícia Martins/ECV

O Vitória dará neste sábado (27) seu primeiro passo na Copa do Nordeste 2021. Maior campeão do torneio, o rubro-negro estreia contra o Santa Cruz, em duelo às 16h, no Barradão. Será o terceiro jogo do Leão na temporada, após o empate e triunfo pelo Campeonato Baiano.

Manter a invencibilidade, aliás, é importante ao time. Ganhar significaria não só os três pontos, mas daria confiança a um time recheado de garotos recém-promovidos do sub-20. E diferentemente do ano passado, o Vitória não terá dois elencos diferentes. Em 2020, antes da pandemia do coronavírus, o clube usava a equipe de transição no Baianão e a principal no regional. Dessa vez, será o mesmo grupo de jogadores nas competições, que acontecem de forma simultânea.

Até por isso, o técnico Rodrigo Chagas deve fazer mudanças entre os titulares. A ideia de trocar algumas peças é para preservar a condição física dos jogadores. Além de, claro, manter o nível de competitividade.

Um dos atletas que devem ganhar oportunidade é o meia Soares. Autor do gol da virada do Leão sobre o Atlético de Alagoinhas por 2×1, ele foi elogiado pelo treinador. “É um jogador que eu gostaria, há muito tempo, de estar vendo atuando. A gente pôde dar oportunidade a ele agora e fez um ótimo jogo, o segundo dele comigo”, disse Rodrigo. 

O meia deve começar no lugar de Eduardo, lesionado. Outra possível novidade é o volante Gabriel Bispo no lugar de João Pedro, por opção do treinador. Recuperado de lesão, Guilherme Rend foi relacionado e inicia no banco.

Provável escalação: Yuri, Van, João Victor, Wallace e Leocovick; Gabriel Bispo, Fernando Neto e Soares; Vico, Samuel e David. 

“A gente sabe que tem que montar uma equipe competitiva, com estratégia, e buscar o melhor desempenho, não só para esse jogo como também pelos que virão pela frente. A ideia é que utilize todos os atletas que estão no elenco do Vitória”, completou o técnico.

Com quatro títulos oficiais – apesar de incluir na conta também o Troféu José Américo de Almeida Filho de 1976 -, o rubro-negro é o maior vencedor do Nordestão, mas vive um jejum: não levanta a taça desde 2010. Ao longo deste tempo, viu Bahia e Sport, ambos tricampeões, encostarem.

Olho no rival
Assim como o Leão, o Santa Cruz também tem no elenco atletas recém-promovidos das categorias de base. Segundo o técnico João Brigatti, que estreou com triunfo por 2×0 sobre o Vitória-PE no estadual, os jovens serão mantidos.

“Pegaremos o Vitória, mais um jogo pesado, difícil, e que vamos precisar da energia desses garotos. Não tenho medo de lançar, mas eles têm que estar concentrados, focados. São atletas que vão nos ajudar, principalmente no segundo tempo, quando cair um pouco o ritmo desses jogadores mais experientes”, comentou. Informações do Correio*.

Comentários no Facebook