Professores marcam protesto após corte nos salários

Os professores da rede estadual marcaram um protesto para amanhã (28) em frente à Secretaria Estadual de Educação (SEC), no Centro Administrativa da Bahia (CAB). O ato é uma reação ao corte de salários dos professores estaduais que pararam por dois dias, nos últimos dias 18 e 19 de fevereiro.

O coordenador da APLB, Rui Oliveira, disse em entrevista ao Metro1 que a manifestação foi marcada depois de reunião da diretoria do sindicato, após o desconto salarial que atingiu 30 mil professores. Ele lembra que outras categorias de servidores também pararam, mas não teriam sido punidos, a exemplo dos policiais civis, que cruzaram os braços por 24h no dia 7. 

“Tivemos uma ação truculenta, porque várias categorias pararam, como os policiais. A revolta é muito grande”, criticou. 

Os professores pararam por 48h na semana passada em defesa de uma pauta que contempla reajuste linear de 12%, tabela, piso salarial, reforma do Ensino Médio, Bolsa Auxílio, entre outros. A próxima assembleia prevista será no dia 4 de março, no Ginásio dos Bancários, com indicativo de greve geral, caso o governo estadual não envie nenhuma proposta para a categoria neste período. Informações do Metro1.

Comentários no Facebook